03/01/2009

Polo Petroquimico do Sul

O Pólo Petroquímico do Sul constitui-se num empreendimento econômico e tecnológico de destaque no Rio Grande do Sul. É responsável por cerca de 95% do total da riqueza gerada no município de Triunfo e 3,5% da riqueza do estado [1].
Sua implementação no extremo sul do Brasil ocorreu no no início da década de 1980, e tinha como objetivo a retomada da industrialização no estado. Contou com vivo apoio de diversos segmentos da sociedade gaúcha, dentre eles lideranças partidárias, associações empresariais e universidades, como a UFRGS e PUCRS.

Localização
O Pólo Petroquímico do Sul está localizado a cerca de 26 quilômetros de distância de Triunfo e a cerca de 52 quilômetros da capital, Porto Alegre. Situa-se numa área verde de três mil e 600 hectares, contígua ao rio Caí, perto da sua desembocadura no rio Jacuí, que por sua vez desemboca no Lago Guaíba.
Suas empresas estão numa área contornada por uma avenida, fazendo um "laço" no Pólo, a partir da BR-386 e cerca de 6.300 pessoas trabalham no local.

Investimentos
A implantação do Pólo Petroquímico do Sul consumiu investimentos de 1,327 bilhão de dólares, aplicados na instalação das primeiras indústrias, na infra-estrutura básica e na estação de tratamento de efluentes. Nos anos seguintes, novas empresas foram instaladas. No final dos anos 90, 1,400 bilhão de dólares foram investidos na duplicação da capacidade produtiva do complexo industrial.

Empresas do Pólo
O Pólo Petroquímico do Sul é formado pelas seguintes empresas:
Primeira Geração - empresa que opera como central de matérias-primas
Braskem (antigamente chamada de Copesul)
Segunda Geração
DSM Elastômeros - elastômeros
Innova - poliestireno
Braskem - polietileno e polipropileno
Oxiteno - solventes e tensoativos
Lanxess (antiga Petroflex) - borracha sintética
Petroquímica Triunfo - polietileno
Gases Industriais
White Martins

Controle ambiental
O Pólo Petroquímico do Sul tem como diretriz básica assegurar o menor impacto ambiental possível decorrente de sua atividade econômica e as empresas do complexo mantêm programas próprios de gestão dos rejeitos industriais, visando à manutenção da qualidade das águas, do ar e da vida na região. Os efluentes líquidos e os resíduos sólidos, depois de tratados internamente, são enviados para unidades centralizadas de tratamento adicional e disposição.

Fontes
O desempenho fiscal dos municípios da Região Metropolitana de Porto Alegre - Alfredo Meneghetti Neto e O caso da indústria petroquímica

06/07/2008

Bem Vindos

O Pólo Petroquímico de Triunfo está localizado 40 Km de Porto Alegre, passando no percurso por Canoas/Rs, Nova SantaRita/RS, e Montenegro/RS. O trexo Tabaí - Canoas (BR386), é o percurso mais rápido de Porto Alegre até o Pólo levando um tempo estimado de 40 à 55 minutos de viagem.
O Pólo Petroquímico se encontra na zona rural de Triunfo, mais especificamente no 3° Distrito do Município, o percurso Pólo - Triunfo é de cerca de 30 minutos.
O Compléxo Petroquímico é rodeado por um cinturão verde, e fica no limite do município fazendo vizinhança com a cidade de Montenegro e Guaíba. Entre o Pólo e Guaíba existe o rio Jacuí.
Basicamente o Posicionamento Geográfico do Pólo Petroquímico é esse.
Para se chegar ao Pólo, por meio de transporte coletivo, é necessário pegar a Linha Bom Jardim do Caí, a qual faz a volta no polo petroquímico, passando por todas as empresas, essa linha é de propriedade da Viação Montenegro (VIMSA). Outra forma é Pegar a Viação Fátima com destino ao Pólo Petroquímico, más existe um porém esta linha não contorna as empresas do compléxo petroquímico. E a ultima opção é a empresa Vitória, que possui mais uma linha, que também não contorna o Pólo.´
É óbvio que o Pólo Petroquímico fica estratégicamente isolado.